Entretenimento

Ultimas Noticias

Quem representa a esquerda em 2018 ?

Disposto a disputar pela terceira vez a Presidência da República, Ciro Gomes, pré-     candidato pelo PDT, já disse em diversas ocasiões que a eventual candidatura do ex-presidente Lula em 2018 seria um "desserviço" ao país, na medida em que inflamaria ainda mais a divisão “odienta” que rachou o cenário político brasileiro entre “coxinhas”, de um lado, e “petralhas”, de outro. 
Além disso, o pedetista, que já serviu como ministro da Integração Nacional no primeiro mandato de Lula, critica o ex-presidente afirmando que ele “brincou de Deus”.
Segundo Ciro, Lula teria de certa forma relaxado com seus enormes índices de popularidade, alavancados em parte por um momento sui generis de bonança na economia mundial, e deixado de avançar reformas importantes quando teve a chance, além de ter confiado em alianças que, posteriormente, se revelaram mortais para o governo petista – a indicação de Michel Temer como vice da presidenta Dilma Rousseff sendo o exemplo mais cabal do argumento.
Apesar das críticas, Ciro – carinhosamente apelidado de "Cirão da Massa" por seus fãs nas redes sociais – não esconde sua admiração pela figura do petista, a quem reconhece uma “intuição” fantástica sobre os problemas do país, oriunda não de um projeto consistente para o desenvolvimento da nação, mas da própria história pessoal de Lula.
Lula, por sua vez, também demonstra nutrir grande respeito por Ciro, como ficou evidente em seu discurso de agradecimento ao pedetista na  inauguração do rio São Francisco – projeto idealizado pelo ex-presidente e desenvolvido pelo ex-ministro.

Nenhum comentário