Entretenimento

Ultimas Noticias

Aulas são retomadas em escola evacuada em Manaus após professora testar positivo para Covid-19

As aulas na Escola Estadual Maria do Céu Vaz D' Oliveira, na Zona Norte de Manaus, foram retomadas nesta quarta-feira (12). — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

As aulas na Escola Estadual Maria do Céu Vaz D' Oliveira, na Zona Norte de Manaus, foram retomadas nesta quarta-feira (12). As atividades haviam sido suspensas depois que uma professora testou positivo para o novo coronavírus. Na terça, a unidade de ensino passou por sanitização, segundo a Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc-AM).

Nessa segunda-feira (10), 123 escolas da rede estadual de ensino de Manaus retomaram o ensino presencial, de forma híbrida, de cerca de 55 mil alunos. Outros 55 mil voltaram às salas nessa terça. Na capital, estudantes e professores protestaram contra o retorno das aulas por conta do risco de contágio da Covid-19, que já infectou mais de 107 mil pessoas no Estado. O Amazonas foi o primeiro Estado do País a retomar as aulas presenciais na rede pública.

Na manhã, membros do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam) estiveram no colégio, mas não foram autorizados a entrar. Eles são contra o retorno das aulas. A diretora-presidente, Ana Cristina Rodrigues, afirma que a situação é grave.

Aluna higieniza mãos antes de entrar na sala de aula — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

"Além de desagradável, é uma situação muito complicada em relação ao risco de vida. A Seduc não está levando em consideração a vida dos alunos e dos trabalhadores em educação. Já havíamos feito essa denúncia, quando tomamos ciência do protocolo de retorno das aulas. O que estamos vendo aqui hoje é brincar com a vida das pessoas", disse.

Em frente à unidade de ensino, a movimentação de alunos era pequena por volta das 7h. Os estudantes que chegaram no local passaram por um medidor de temperatura. Em seguida, seguiam para higienização das mãos em uma pia, antes de irem às salas de aula.

"São protocolos de segurança que só existem no papel porque. Estamos falando com vidas, pessoas, adolescentes. É uma brincadeira e com a vida não se brinca", disse Ana Cristina Rodrigues.

Segundo o Sinteam, a categoria entregou um ofício que solicita um posicionamento da Seduc a respeito do caso. Além disso, eles recorreram na Justiça para suspensão das aulas.

De acordo com o governo, a professora da Escola Maria do Céu testou positivo para o novo coronavírus nessa segunda-feira (10), primeira dia do retorno das aulas presenciais na rede estadual de ensino da capital. Na terça-feira (11), os estudantes e servidores da unidade foram liberados.

Nenhum comentário